OLHO PREGUIÇOSO

O olho preguiçoso produz-se quando um dos dois olhos é utilizado menos do que outro em consequência de o paciente padecer de estrabismo (cada olho olha para uma direção) ou quando paciente tem uma grande diferença de graduação entre um olho e outro, o que se conhece como anisometropia (um olho domina e o outro deixa de ser utilizado). É muito importante corrigir este defeito visual atempadamente (antes dos seis anos), uma vez que se o deixar passar, o paciente pode chegar a perder completamente a visão do olho que não utiliza.

 

Em geral, a ambliopia manifesta-se num só olho, no entanto, pode afetar os dois olhos e ser provocada por uma falta de estímulo visual adequado durante o período crítico do desenvolvimento visual. O olho preguiçoso é uma patologia que se deve diagnosticar e tratar na infância sendo que se não se detetar atempadamente ou se o tratamento não for o adequado poder-se-á prolongar durante toda a idade adulta sem a possibilidade de correção.

 

A ambliopia ou olho preguiçoso trata-se com óculos com uma graduação adequada e adesivos sobre o olho “bom” para forçar a atividade do olho afetado. Mesmo que o tratamento fundamental para a correção da ambliopia seja a oclusão com adesivos, existem outras alternativas como a dilatação da pupila do olho bom com atropina ou a utilização de laca ou plásticos sobre o cristal do óculo para obstruir o olho bom.

 

Se o tratamento se aplica no momento correto, a recuperação da visão poderá ser total na grande maioria dos casos. Os pacientes tratados de ambliopia conseguem recuperar a visão totalmente e desenvolvem a sua vida com normalidade.

Tratamentos ►

Logo de ojo
MARCAÇÕES  >